terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

-Poema sem Título -

"Sou daqueles que vive para o espírito
Sou daqueles
que vivem perdidos nos abismos insondáveis
do imaterial.
Mas, que sentem essa atração sedutora
de desvendar o mistério do desconhecido.
Sou daqueles que vivem a existência toda
ancorado no cais oco do vácuo
e com os olhos fitos na fímbria enamorada
de desconhecidos oceanos.
Sou daqueles que estridulam desesperos
ante o turbilhão da vida
e que gritam de tédio ante o silêncio das coisas mortas.
Sou daqueles que sempre estão querendo alguma coisa
tal qual um caçador perdido na floresta,
procurando uma saída mas feliz dentro dela.
Sou daqueles que escreve um poema
querendo dizer alguma coisa
mas nada dizendo!
Sou daqueles que ao fim desse poema
sentem-se felizes por ter escrito um poema!"

-Poema sem Título - 
Edilberto Teixeira

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Ah! o vento..


"Parece que o vento maneia o tempo."

E deve ser por isso que gosto tanto de ouvi-lo. Gosto de tudo calmo, como se não houvesse preocupação alguma, como se a vida nunca tivesse um fim... Não gosto da preocupação das horas, apesar de não perdoar atrasos. Na verdade gosto quando as horas não existem. Gosto da calma que o vento vem e vai, de como ele leva tudo de ruim embora e nos deixa à espera do bom. Gosto quando a noite chega mansa, e assim se transforma em dia. Gosto da espera. Gosto quando os momentos felizes demoram a passar. Gosto da demora do tempo com sua pontualidade infalível.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013



"Seu Espinho era do campo, morador da serrania
Era lanceiro de noite, mas era espinho de dia
Flor de Tuna era caseira, usava saia de chita
De dia se achava feia, de noite andava bonita.

O pé de tuna do campo era o cenário perfeito
Pra um amor de flor bonita e um espinho de respeito
Seu Espinho, moço novo, se apaixonou pela flor
Mas tinham muitos no campo que juravam o mesmo amor.

(...)
Quem passasse assim, olhando, às vezes falava baixinho
'Como pode a mesma tuna dar flor bonita e espinhos?' "

-Trecho de "Seu Espinho e Flor de Tuna"